PsiCarreiras

logo-psicarreiras
Blog

Já criou o seu Pitch?

Artigo por Ana Sofia Nobre

O Pitch ou Elevator Pitch é uma expressão de origem inglesa, utilizada para descrever uma curta e objectiva apresentação oral que poderia decorrer numa viagem de elevador.

Esta poderosa ferramenta permite a exploração de diferentes canais de comunicação com potenciais clientes, investidores/financiadores, apresentando projectos, produtos, ideias ou serviços, com vista a que os mesmos possam dar um salto da fase de “laboratório” até ao mercado.

Várias linhas de financiamento, programas de desenvolvimento de competências de empregabilidade, distinções e prémios têm como critério de avaliação a análise de ideias e de projectos através da ferramenta Pitch.

O mercado cada vez mais valoriza o desenvolvimento de competências empreendedoras e este processo de desenvolvimento vai para além da criação do próprio negócio. Com ou sem negócio, o Pitch é uma ferramenta de empregabilidade que poderá potenciar o acesso a diferentes recursos e redes.

“O mercado cada vez mais valoriza o desenvolvimento de competências empreendedoras e este processo de desenvolvimento vai para além da criação do próprio negócio. Com ou sem negócio, o Pitch é uma ferramenta de empregabilidade que poderá potenciar o acesso a diferentes recursos e redes.

Os psicólogos e as psicólogas, na sua prática profissional, com vista à solução de problemas complexos com que se deparam no seu dia-a-dia, criam soluções, desenham projectos de intervenção inovadores e criativos, desenvolvem novas ideias que acrescentam valor à prática da psicologia, no entanto, se do ponto de vista técnico e conceptual os resultados, no contexto, falam por si, a comunicação e posicionamento quando é reduzida, leva a que o projecto/ideia, fique à quem da sua real potencialidade.

O maior desafio para criar um bom Pitch passa por saber o que dizer e como dizê-lo de forma eficaz. A apresentação do ponto de vista temporal deve estar enquadrada entre 3 a 5 minutos de duração. Não será viável explorar em detalhe toda a informação acerca do projecto em tão pouco tempo, desta forma, terá que apresentar a informação suficiente para que o ouvinte se interesse pelo que diz e queira saber mais.

Mas vamos à parte que interessa, neste momento poderá estar a questionar “mas qual será a melhor estrutura para criar o meu Pitch?” Sugerimos que tenha em consideração 6 pontos que apresento abaixo:

  1. Porquê? Apresente a origem da ideia/projecto, público-alvo e o “problema” sobre o qual irá incidir;
  2. Como? Quais as soluções que apresenta?
  3. Que outras soluções existem? Como se distingue dessas mesmas soluções?
  4. Quais as potencialidades do seu projecto?
  5. Explique o seu plano de negócio, especifique o que procura;
  6. Conclua mostrando abertura para a colocação de questões;

Deixo também algumas sugestões, sobre a forma como se poderá preparar para a sua apresentação:

  1. Pense, no que vai falar;
  2. Escreva, será útil para seleccionar a informação principal;
  3. Ensaie, em voz alta, junto ao espelho, filme;
  4. Peça opinião, a familiares e amigos, avalie se a mensagem passa;

E por último, algumas dicas, para ter em consideração:

  1. Seja sincero/a e honesto/a no seu discurso;
  2. Simplifique o discurso, atenção aos termos técnicos; ajuste o discurso a quem o está a ouvir;
  3. Não se esqueça que a linguagem não verbal é igualmente importante;
  4. Demonstre paixão pelo seu projecto;

Conte uma história, conte a sua história!